Quando procurar um psicanalista?

Muitas pessoas ficam na dúvida de quando procurar um profissional da área Psi e qual seria o limite do suportável para buscar ajuda profissional. E no caso do psicanalista? Qual seria o momento certo para procurar esse profissional diante de psicólogos ou psiquiatras?

Apesar da Psicanálise ser popular entre os brasileiros e do Brasil ser um dos poucos países onde a psicanálise está inserida na cultura de forma intensa, assim como França e Argentina, ainda nos deparamos com muitas pessoas que não tem contato com esse Campo e não sabem muito bem para que serve um Psicanalista.

Entre psicólogos e psiquiatras qual a diferença de um psicanalista? Essa pergunta pode ser mais comum do que imaginamos, então vamos começar por aí.

No Brasil a Psicanálise é uma matéria comum da faculdade de psicologia e nesse momento de formação serve para que oriente o trabalho do graduando no começo de sua atuação, ainda em estágios, e para que tenha proximidade da teoria que será uma das opções para se especializar. Depois de formado um psicólogo precisa decidir de que forma irá atuar e caso escolha a Psicanálise terá um longo percurso para se tornar um Psicanalista.

Então, um psicanalista pode ser um psicólogo que depois da graduação fez sua formação em Psicanálise, isso significa dizer que depois da faculdade ele estudou especificamente a Psicanálise, fez grupos de estudos, debates, aulas e outras atividades de reflexão, além da sua própria análise pessoal e supervisão de casos clínicos com um outro psicanalista experiente. Para se tornar um psicanalista o percurso é longo e variável, mas pelo menos exige um período de tempo igual ou maior que o da faculdade.

Ressaltamos aqui, que não é necessário ser psicólogo para depois se tornar psicanalista, mas, via de regra, é necessário ensino superior. A formação em Psicanálise continua sendo igual para psicólogos ou não psicólogos.

Então, no resumo até aqui, um psicólogo tem uma formação geral e o tempo de graduação, apesar de longo, não é suficiente para que ele saia plenamente formado em um campo específico. Dessa forma, ele precisa se especializar depois da graduação. A Psicanálise é um desses campos.

Já no caso da psiquiatria, é uma área médica que na atualidade trabalha somente com medicações, porém antigamente não estava restrita a isso. A formação dos psiquiatras antigamente estava bastante ligada à Psicanálise, isso porque o “pai da Psicanálise”, Sigmund Freud, era médico neurologista, e a Psiquiatria que se desenvolveu depois dele estava bastante ligada à Psicanálise, de modo que ainda hoje, encontramos alguns médicos psiquiatras que seguem a Psicanálise, seja na condução de uma análise pessoal ou para fins diagnósticos mais complexos, mas cada mais vez são minoria no mundo dominado pelas medicações.

Qual a diferença na condução do tratamento pelo Psicanalista?

O percurso de um tratamento em Psicanálise é muito particular e leva em consideração algo que fingimos que não existe, o Inconsciente. Todo sujeito é dividido em Consciente e Inconsciente, sendo que a Consciência é a parte que privilegiamos, o lado racional e lógico, já o Inconsciente é o que nos escapa do controle e sempre surge nos momentos mais comprometedores, mas ele também define muito mais nossa vida do que o lado racional.

Podemos elencar aqui como o inconsciente costuma aparecer no dia-a-dia: quando falamos palavras trocadas que nos entregam diante de uma situação, quando nos surpreendemos diante de um ato falho, quando apesar de planejarmos uma ação na hora fazemos totalmente o oposto. Uma das coisas que nos apontam o Inconsciente é a Repetição, por exemplo, podemos ter vivido situações ruins na infância e nos lembrarmos de coisas ruins que passamos com nossos pais, diante disso prometemos para nós mesmos “nunca farei isso com outra pessoa, nunca agirei como meus pais”, e de repente nos percebemos agindo exatamente como eles, por mais que não queiramos. Outra situação muito ilustrativa está nas relações amorosas, que para algumas pessoas tendem a se repetir, por mais que tentem escolher parceiros diferentes, sempre estão no mesmo tipo de relacionamento tóxico. Isso nos indica que algo de inconsciente tende a se manifestar, apontando para algo não resolvido, para uma situação traumática que se manifesta na vida da pessoa sem que ela queira. Se a situação vivida no passado, se as marcas deixadas não forem revisitadas e reelaboradas, a repetição continua eternamente.

Diante disso, podemos dizer que um percurso em Psicanálise é a possibilidade de uma pessoa mudar totalmente de vida, mas é importante saber se você quer isso. Outra questão importante na Psicanálise é que, embora os sujeitos sofram com o sintoma que vem do inconsciente, eles também tem dificuldade de abrir mão desse sintoma e muitas pessoas quando começam as sessões de psicanálise saem correndo para nunca mais voltar, tão insuportável que é se imaginar vivendo sem seu sintoma. Em outras palavras, amamos nossos sintomas como a nós mesmos.

Mas para aqueles que estão dispostos a abrir mão do sofrimento, a Psicanálise é um percurso muito revelador sobre quem somos, sobre como percebemos a vida e é a principal forma de nos redefinirmos diante da vida, uma verdadeira revolução interna. Portanto, Psicanálise não é simplesmente desabafo, não é uma substituição da conversa com um amigo, não é conversa fiada. A Psicanálise continuada sendo o que nenhum outro campo conseguiu fazer, por mais que agregue as tecnologias contemporâneas tão exaltadas.

Voltando a nossa questão inicial, qual seria o momento certo para procurar um psicanalista? Esse momento varia de pessoa para pessoa, mas é quando se sofre por um sintoma psíquico que pode ser nomeado de diversas formas (depressão, ansiedade, bipolaridade, TDAH, hipocondria, fobias, e atualmente até mesmo autismo, uma vez que o diagnóstico errado na fase adulta é a regra) e se está disposto a abrir mão desse sofrimento. Quando se sofre e não se quer mais sofrer, essa é a hora certa.

O Amae Institute é um espaço de atendimento psicanalítico, formação e reflexão em Saúde Mental para brasileiros no Japão.

Realizamos atendimentos particulares por videoconferência.

Os valores das sessões de psicanálise são combinados caso a caso diretamente com o analista.

Também realizamos orientações para o uso do CBD.

Deixe um comentário